.+. 02 janeiro, 2007 .+.

Carta do avo para um amigo

Corroios, 2 de Janeiro de 2007


Meu caro amigo Vasquinho,

Já se passaram dois a três Natais sem que eu te desse notícias minhas e agradecesse os teus sempre amigos desejos de Bom Natal.
Peço-te desculpa por esta minha falta de cortesia, mas a minha vida, nestes últimos cinco a seis ano, em termos de saúde da minha mulher foi bastante complicada e dolorosa.
Foi-lhe diagnosticado um linfoma, que é um cancro no sistema linfático. Foi operada e retiraram-lhe todo o baço. Ainda conseguiu resistir uns dois ou três anos, sempre com grande sofrimento, mas em Fevereiro de 2005 acabou por falecer.
Como deves calcular a minha vida após 54 anos de casado foi brutalmente abalada.
Agora, já um velho de oitenta e dois anos, encontro-me a viver com a minha filha e netas.
Cá me vou mexendo com muitas dores nas articulações dos joelhos, com uma artrose mais avançada no joelho direito e o resto das dores próprias de quem já ultrapassou a barreira dos oitenta e dois anos.
Mas a vida é assim e não há que reclamar.
O tempo em que andava a correr atrás da bola oval já passou e não tem mais regresso, é a lei inexorável da vida.
Igualmente, como tu, em jovem nunca sonhei que pudesse ultrapassar a barreira do ano 2000 e, no entanto, aqui estamos em 2007, assistindo de camarote aos desmandos, políticos, sociais, ambientais, éticos e humanos, com que somos confrontados todos os dias. Não há dúvida de que a Humanidade evoluiu tecnologicamente, mas em valores morais, continuamos na Idade Média e nalguns casos na Idade da Pedra.
Esperemos que melhores dias virão para as novas gerações e que o Homem se possa entender com o seu semelhante, olhos nos olhos e de peito aberto.
Desejo-te que 2007 seja um ano muito feliz para ti e para todos os teus mais queridos e que se cumpram todos os teus desejos.


Um abraço do amigo sempre presente,

António

.+.Por Luisa 10:34 da tarde
10 Comentarios Enviar um comentário


.+. 18 dezembro, 2006 .+.



I'm feeling weak.
I'm feeling empty.
I'm feeling blue.
I guess i miss you.
I guess i do.
Even music can put a smile on my face.
I don't want to dance anymore, not even a slow.
I'm so weak that I'm falling asleep all the time.
And when I'm sleeping tears fall over my face.
And when I breath there's a hand around my neck trying to asfixiate me.
I'm afraid and unprotected.
Whispers tell me that I'm crazy.
And I don't care, i never did.
I feel like I'm falling and in the end, I will faint.
Who are going to pick me up and make me rise again?
I'm scared and I want to scream like I did once.

I guess life isn't answering my phone calls anymore.
What should I do?

.+.Por Luisa 5:49 da tarde
0 Comentarios Enviar um comentário


.+. 06 outubro, 2006 .+.

Not today.



Plos vistos eu so escrevo aqui quando me sinto mesmo triste, como hoje.
E hoje parece que estou mesmo so.
Pensei que estivesses sempre aqui.
Sinto a tua falta aqui.
Preciso de ti aqui.
Nao devias estar aqui?

Sinto mal e so, como nao sentia a muito tempo.
Mas sera que ninguem hoje me compreende?!
Porra, nao e assim tao dificil!
Eu nao sou assim tao dificil.. eu sei que nao!
Que ma vontade de todos, que falta de confianca e paciencia.

Devia estar feliz por ser sexta a noite, mas para que?
Vou ficar enfiada em casa a trabalhar e sem ver ninguem.
Eu nao me importo.. So queria que me dessem valor.

Hoje nao me estou a sentir bem, nada nada mesmo.
E sonhei que tinha morrido, how happy.

Sonhei em ver-vos todos no meu querido funeral.
Sonhei com choro e com pás e terra deprimida.
Sonhei com despedidas para sempre mas nem me lembro se me bateram palmas uma ultima vez como fizeram a ela.
Sonhei em como depois pegavam no carro e iam todos almocar.
Sonhei em como todos pensavam 'A vida e mesmo assim.' e seguiam em frente deixando-me para tras.
Sonhei que era esquecida e o meu lugar seria preenchido por outras pessoas 'vivas'.
Que bom.

Mas sera que ninguem entende que ainda nem um mes se passou?!
Eu nao sou cinica ao ponto de sofrer so no momento.
Hellooooooooooo a minha amiga/irma/heroina de infancia morreu! Acham que eu me sinto BEM?!

Estou a ver-te mas nao te falarei mais hoje.
Estou a ver-te e queria que me desses o apoio agora que me recusas-te dar.
Estou a ver-te e a ficar enraivecida por toda essa superioridade.
Estou a ver-te e sou incapaz de fechar os olhos, que parva que sou!
Ate tens uma certa razao, na parte de eu ser parva.

Pensei que tinhas um coracao mas mole que esse.
Eu gostava que ele fosse mais mole que esse que tens.

.+.Por Luisa 9:07 da tarde
3 Comentarios Enviar um comentário


.+. 31 julho, 2006 .+.





E tao bom saber que nao te importas de levantar de madrugada so para estar mais tempo comigo. Depois ficas o dia todo cansado. Mas ficas com sono ao meu lado. Como da ultima vez.

Deitamo-nos a ver um filme. Abracados um no outro. E tu adormeces-te ao pe de mim. Foi tao bom! ^^ Es tao bom para mim. Amo-te tanto.
E respiras-te profundamente no meu ouvido enquanto a tua barba me fazia cocigas a cara e eu so tinha vontade de te abracar cada vez mais para nunca acabar aquele momento.
Quero-te comigo para sempre. Ficas?

..*

.+.Por Luisa 7:38 da tarde
4 Comentarios Enviar um comentário


.+. 18 julho, 2006 .+.

Make My Eyes Shine





Make My Eyes Shine
But without all these tears
Don't take from me what is trully mine
And please kill all these fears.

Make My Eyes Shine
But not with this enormous pain
Without you I'll never be fine
Like me the sky is crying all this rain.

Make My Eyes Shine
As you can make my dreams come true
And forever you and I
And ever I and you.

.+.Por Luisa 5:01 da tarde
2 Comentarios Enviar um comentário


.+. 03 maio, 2006 .+.


As pessoas as vezes sao mas. Todas. As vezes. E sem excepcao.
As pessoas as vezes sofrem. Todas. As vezes. E sem excepcao.

Poderia continuar estas 'lista' ate a eternidade.. Mas. Mas nada.
O que eu queria mesmo dizer e tentar-vos infelizmente fazer sentir e aquela sensacao de panico constante. Nao e tanto panico. E medo! Medo e panico acho eu.
Quando nos sentimos a cair. Literalmente a cair. E vemos que ninguem nos vai agarrar. Ninguem se importa sinceramente.. Esta sensacao e muito mais que isso.
E um autentico murro n estomago. Sim sente-se mesmo um murro. Eu plo menos sinto.
E a sensacao mais violenta que alguma vez tive.. E e tudo psicologico.
Sinto que me estao a asfixiar a alma sei la. Da vontade de gritar.
Gritar nao. Berrar! Porque a dor e tanta. E tao concentrada. Esta toda no coracao e o resto e vazio. Por isso doi-nos a barriga. E vem dai a dor do murro.
E como se nos enfiassem punhos pela barriga acima quando estamos em jejum.
Mas e enfia-los com muita força ate nos sair sangue pela boca.
E isso que eu sinto agora. E que tenho sentido nos ultimos tempos. O que nao e normal.
Visto so o ter sentido uma vez. Ha um ano e picos.
Mas ai perdi. E senti que perdi. Tambem pudera..
Depois de saber da morte dela. Obrigaram-me a ligar a Barbara para lhe dizer onde e quando seria o enterro. Tinha eu acabado de receber a noticia.
Liguei-lhe entao. Estava-me a sentir tao pesada. Tao triste.
Assim que ouvi a voz desta minha 'amiga' tenta fazer forca e controlar as lagrimas que quase me desfaziam os olhos de tantas que eram a tentar sair. Segurei-me.
Mas nao por muito..
Ouvi-a a falar em tom de pena enquanto ouvia os meus suave gemidos enquanto tentava enganar-me a mim mesma, repetindo-me mentalmente de que era forte. Mas nao era.
Nunca fui.
Tentei continuar a falar. E nao sei como. Nem sei de onde. Nem porque.
Gritei. Mas gritei mesmo. Acho que nunca tinha gritado assim.
Saiu de mim mas nao fui eu. Nao me lembro do meu cérebro ter mandado a minha boca ter largado tal gemido.
O facto e que ele saiu.
Depois agarraram-me como uma louca e arrancaram-me o telefone da mao, enquanto eu chorava baixinho. Senti que tinham vergonha de mim por ter feito aquela figura.
Mas nao fui eu.. Nao fui!!!
Ela pediu muitas desculpas a Barbara. Como se eu fosse uma crianca que tivesse rasgado a revista ou desenhado na parede. Desligou.
Olhou para mim com um ar de desprezo que nunca hei-de conseguir sequer descrever.
Disse-me para eu parar com as fitas. E saiu.

.+.Por Luisa 10:50 da tarde
6 Comentarios Enviar um comentário


.+. 27 abril, 2006 .+.

Happy Birthday to me.

Um dia para mais do que esquecer. Ate parece que ja passou.
Alias faltam 20minutos para acabar. Acabar o que nao devia ter sido começado.
O estupidamente inadiavel. Acho que devo ir dormir. Mas doi.

Alias doi-me sempre nao e?
Ate da vontade de rir..

A vida e mesmo assim. Estupida. E ironica, hiprocrita e asquerosa.

Uns falam de um lado. E outros do outro.
Quando ninguem sabe de nada.

Tu nao sabes de nada. Nada de mim. Nadinha.

E eu quero algumas atitudes e algumas respostas. Eu sonho.
Mas depois nada acontece nao e? Nada como eu quero.
E depois doi. Porque me apercebo de como todas as expectativas e toda a fe foram em vao. Acontece-me tantas vezes..
Parece um campo de flores que no fim se torna num precipicio onde nos empurram la para dentro. E ninguem me percebe. Ninguem.

Serei assim tao diferente? Tao anomal?

Secalhar sou anormal..
Secalhar fui feita para ser vista sempre com incompreensão. Ou indiferanca.

Secalhar o melhor era tudo acabar.

.+.Por Luisa 11:40 da tarde
0 Comentarios Enviar um comentário




.

Estou tao so..















..aqui fechada neste sofrimento.

.+.Por Luisa 10:23 da tarde
3 Comentarios Enviar um comentário

.+. Perfil .+.

.+.Nome: Luisa
.+.Signo: Touro
.+.Vive: Bountyland



.+. Passado .+.

Carta do avo para um amigo
&#9730
Not today.
&#9829
Make My Eyes Shine
As pessoas as vezes sao mas. Todas. As vezes. E se...
Happy Birthday to me.
.
Desculpa(-me).
Tenho medo.


.+. Links .+.

.+.DeviantArt
.+.Gothicstar
.+.Dark Manson
.+.Way Of Butterflies
.+.Welcome to My Life



.+. Link-me .+.